Membros

Amíga Inseparável!


Desde a minha adolescencia canto um hino que diz: Eu tenho um livro bendito, onde está escrito que Deus é amor, eu tenho um livro que fala que a fé não se abala em Cristo Senhor, Eu tenho um livro precioso pois é tão glorioso, sentí-lo assim, fala das santas promessas, da vitória certa que vamos fruir. E continuando... Bíblia tu és, o meu livro de mui terno amor, Bíblia tu és e serás sempre meu condutor"!
Gosto da melodia e letra dessa música e sempre no dia da Bíblia ou não.Cantava com o coração essa bela música. Mas a minha expressão de amor pelo "livro bendito" transcende a essa música. Desde a minha infância aprendi a amar a bìblia. Com 14 anos já tinha lido a Bíblia toda e aos 16 já havia repetido a dose.Hoje continua sendo meu livro de cabeceira. Suas palavras são vivas e sem igual! Refresca a minha alma quando para ela corro sedenta de Deus.Não existe um livro favorito, mas gosto muito de aos FILIPENSES. Pequenininha mamãe fazia o culto doméstico conosco e líamos:"O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidadades, em Cristo Jesus". Lindo! E que falar do livro de PROVÈRBIOS? SALMOS? CANTARES DE SALOMÃO??
A Bíblia toda é linda e essencial!
Tinha sete anos quando em um desfile no dia da Bíblia organizado pelo Missionário Hidelfonso Silva do Cachauí, lá em Belém do São Francisco, defilei levando um cartaz que dizia assim:"lâmpada para os meus pés é a tua palavra e luz para o meu caminho". Nunca esquecí esse versículo! A palavra de Deus é sem igual. A Bíblia éo Livro dos Lívros.
Muitos pensam assim. Dentre eles destaco:
D. Pedro II, nosso imperador: "Eu, amo a Bíblia. Leio-a todos os dias, e quanto mais a leio, tanto mais a amo."
Tobias Barreto: "A Bíblia é um modelo de tudo quanto é belo e bom".
Coelho Neto - o príncipe dos nossos prosadores: "Homem de fé, o Livro da minha alma, aqui o tenho: é a Bíblia. Não o encerro na biblioteca, entre os de estudo, conservo-o sempre à minha cabeceira, à mão. É dele que tiro a água para a minha sede de verdade, é dele que tiro o bálsamo para as dores das minha agonias".
Napoleão Bonaparte: "O Evangelho não é simplesmente um Livro, mas uma força viva - um Livro que sobrepuja a todos os outros".
Isaque Newton - grande filósofo, matemático e cientista: "Considero as Escrituras, porque é a fonte mais abundante da verdade, e que deve permanecer aberta a todas as pessoas, para que dela tirem a pureza da moralidade e da doutrina, para destruir inteiramente os erros que se espalham tão rapidamente nestes tempos corruptos".
Sir Fredric Kenyon, por algum tempo diretor do Museu Britânico e autoridade em manuscritos bíblicos, escreveu: "O cristão pode tomar nas mãos a Bíblia completa e dizer sem medo ou hesitação, que segura nelas a verdadeira Palavra de Deus, transmitida sem perda essencial de geração a geração através dos séculos".
Leia você também esse livro divino. Com certeza encontrará inspiração para a sua vida diária.