Membros

Cada um sabe onde o sapato aperta...

Esses dias, por algum motivo, meu sapato incomodou-me bastante, apertando um dedinho em especial. A cada passo que eu dava, parece que a pele ia junto e como doía!  
Como não era a primeira vez que usava aquele sapato, estranhei mas, nada pude fazer. Não, alí no meio da rua. 
Encontrei uma senhora e enquanto esperávamos o sinal abrir, comentei com ela que o sapato estava apertando. Sentí-me bem em dividir aquela dor, mas, isso não a fez cessar. 
Sentí-me como o salmista, que motivado por um sentimento qualquer, escreveu: "Se eu falar, a minha dor não cessa, e, calando-me eu, qual é o meu alívio"? ( Jó 16:6) 
 Tinha um longo caminho até chegar e o sol estava bem quente. Uma coisa eu sabia, não podia parar naquele momento.Estava no meio da rua e não era decente sair andando descalça por aí. Quase coxeando continuei. Senti o que o salmista sentiu um dia, externando o seu sentimento:  "Porque estou prestes a coxear; a minha dor está constantemente perante mim". (Salmos 38:17)
Finalmente chequei. Arranquei aquele sapato dos pés e calcei uma sandalinha bem confortável.
Seria bom se na vida pudéssemos sempre andar de vestidinho leve e sandalinhas confortáveis, mas, há momentos em que precisamos realmente de um elegante sapato nos pés. Exixtem sapatos lindos e confortáveis. Mas há outros que apertam e nem sempre podemos retirá-los de imediato.
Quando o meu sapato "apertou", apertou pra valer e eu estava fazendo um trajeto, trilhando um caminho. Não podia livrar-me dele. A solução foi seguir e suportar a dor até chegar ao meu destino e poder trocar aquele sapato por uma sandalinha confortável. Existem circunstâncias e pessoas em nossa vida como um sapato bem apertado. Elas tornam a nossa vida mais difícil.
Só você sabe onde o seu sapato aperta, não é? E ainda é obrigado a manter a elegância e um sorriso nos lábios, não é verdade? Você está no caminho e no caminho, não se pode jogar o sapato fora, pois se fizer isso, pode machucar o pé em algma pedra ou espinho.
Continue andando,  não perca a classe, mesmo prestes a coxear, pois só assim, você chegará em casa e poderá livrar-se desse sapato que lhe machuca.
Há situações na vida semehantes a um sapato que aperta os nossos pés. E somente cada um de nós sabemos onde aperta!
Sigamos em frente e anelemos de todo coração, livrar-nos desse "incomodo". Deus nos dá graça para fazermos isso.

Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor.(Filipenses 1:23)