Membros

A trilha

Saimos de casa vagarosamente, meu marido e eu. Naquela manhã não estávamos tão atrasados, mas mesmo assim, escolhemos cortar caminho pela trilha. Era bem cedinho, os passaros cantavam e os miquinhos saltavam de galho em galho. As folhas da vegetação ainda estavam úmidas. Ao avançarmos, exclamei de surpresa ao ver que embaixo do pé de jambo havia
inumeras e minusculas florzinhas cor de rosa. O chão estava forrado delas. Parecia um tapete. Um lindo e grande tapete cor de rosa. Meu marido tirou uma foto. Eu quis parar, sentar, admirar mais um pouco aquela paisagem mas, se parasse iria me atrasar. Então pensei: amanhã venho mais cedo e e fico um pouco aqui e tiro uma foto sentada nesta beleza de tapete. Relutante, saí de lá almejando voltar no outro dia e assim o fiz mas qual não foi a minha surpresa ao ver que o cenário havia mudado completamente. As flores que restavam, agora estavam murchas e sem vida. Algumas delas, pisadas pelas pessoas que apressadas passavam pelo local. Que ingenuidade a minha pensar que poderia desfrutar novamente daquela visão. Descobri que há momentos que são únicos.