Membros

Todo mundo quer ser bom...

Você já viu como algumas pessoas abandonam Jesus na cruz para revidar a uma ofensa? Afirmam que por nada desse mundo deixam Jesus de lado, pregam a plenos pulmões esta "certeza", tentam convencer atrávés de uma aparência engomada, mas, na prática agem ao contrário.  Por que será?
Paulo disse: Já estou crucificado com Cristo;
e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. (Gal 2.20)
Quem está crucificado, não revida. Quem está crucificado não desce da cruz para esbofetear alguém. Não deixa Jesus na cruz para "tirar a limpo", resolver assuntos mal resolvidos.
Levar desaforos para casa é preferível à descer da cruz. Estar crucificado com Cristo é ir até o fim da "via Crucis" , não parar no meio do caminho, seguir em frente mesmo em meio aos desaforos que ardem nos ouvidos. Veja essa verdade: Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente (2 Coríntios 4:17)
 - Ai que vontade de ir lá, revidar cada ofensa, cada palavra, mas você está crucificado com cristo, lembra?
Tomar consciencia disso e pensar antes de tomar atitudes, não agindo por impulso. É permitir que os frutos do espírito aflorem. É Sair como "perdedor" para ganhar adiante. Ao escolher "estar crucificado com Cristo", inumeros testes diários virão. Alguns mais difíceis do que outros. Eu passei por alguns cruciais, a vontade de revidar, ir e resolver, foi tão grande que ao tomar consciencia da opção por permanecer na cruz, a dor momentãnea me fez chorar bastante. 
Será que algum dia você teve a impressão que saia perdendo enquanto todos zombavam de você? Sentiu abandonado pelos amígos? Carregando uma cruz tão pesada que mal podia suportar? E ainda levando as cricotadas da vida? Tendo opções menos cordiais de se sair bem, mas optou por continuar? Isso é estar crucificado com Cristo. 
Foi exatamente assim que aconteceu com Jesus. Ele carregava a cruz pelas ruas de Jerusalém, enquanto o chicoteavam, seus amígos dormiram enquanto ele agonizava, o seu melhor amigo disse que não o conhecia, foi desprezado, massacrado, humilhado mas mesmo assim, optou por continuar. Permaneceu na cruz até que o pai recebeu o seu espírito. Isso não foi fácil para ele nem será fácil para nós, porém ao optarmos por sermos crucificados com Cristo, teremos a esperança da ressureição. Ressurreição de novas possibilidades de vidas, novos sonhos, nova esperança. Vale a pena.