Membros

Convidei Jesus para vir à minha casa

Hoje convidei Jesus para vir à minha casa e foi uma experiência como nunca vivi. De ontem para hoje, muita coisa mudou.
Ontem a noite abri a janela. Era noite e estava choviscando. O vento refrescante bateu em meu rosto e trouxe-me uma sensação de liberdade e renovo. Senti uma vontade de quebrar a rotina em minha casa e pensei... Seria bom se convidássemos alguém para almoçar conosco e ficar conversando até o anoitecer. Assim surgiu a idéia. Mas... a quem convidar? 
Jesus! Isso mesmo, Jesus. Uma euforia tomou conta de mim e mentalmente comecei a fazer uma lista de tudo que queria pedir a Ele. A expectativa de tê-lo em nossa casa, deixou-me eufórica. Era tanta coisa que eu queria... E finalmente poderia ter tudo e rápido. Jesus não resistiria a um pedido meu. Olharia em seus olhos, contaria os meus motivos e faria os meus  pedidos. Ele atenderia cada um, disso eu estava certa. Depois eu contaria episódios da minha vida, especialmente aqueles que mais me fizeram e fazem sofrer até hoje. Ele me ouviria e afagaria os meus cabelos, enxugaria as minhas lágrimas e silenciosamente, me faria feliz. Eu pediria a Ele para livrar-me dos ombros e pescoço doloridos pelas preocupações e tensões que me atormentam. O alívio seria como um bálsamo. Até imaginei a cena. Jesus sentado em meu sofá, a família reunida ao seu lado e eu falando, pedindo, implorando tanta coisa. 
Essa cena chocou-me. Como posso convidar alguém para vir a minha casa e tratá-lo assim?
A anfitriã sou eu. E como anfitriã devo receber meu convidado bem, oferecer-lhe a minha generosidade sem esperar nada em troca. Quem suportaria ser convidado por alguém para estar em sua casa e durante a visita ser bombardeado por pedidos, pedidos e mais pedidos. Queixas, queixas e mais queixas. Choros e lamúrias. 
Senti vergonha e mais ainda ao perceber que no dia a dia não era diferente. A maioria das vezes que chegava perante Deus em oração era para pedir-lhe algo. 
Nunca essa verdade bateu tão forte em mim. Nesse momento, enquanto o vento frio ainda batia em meu rosto fui levada a passagem bíblica: "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas". (Mateus 6.33)
Eu estou de forma insistente pedindo duas coisas a Deus. E como preciso! E isso martela em minha cabeça. Nesse momento pensei: Eis aí o segredo. Buscar primeiro o reino de Deus e tudo o que preciso será acrescentado a minha vida. As letras pareciam pular da página. Voltei um pouco para ver o contexto onde elas estavam inseridas e deparei-me com a minha situação atual. 
Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?
Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?
E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?
E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;
E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.
Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
(Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; ( Mateus 6 25-31)
 Respirei fundo aliviada, o segredo é fazer a coisa certa e na ordem certa. Dobrei e guardei a lista enorme de pedidos que havia feito para apresentar a Jesus e resolvi que não pediria nada. Aproveitaria cada minuto da sua presença em meu lar, buscando conhecê-lo melhor. E assim foi. Ele atendeu o meu convite. Chegou mansamente e sorrindo. A sua presença transformou todo o ambiente. Como conhecedor dos meus pensamentos e vendo o meu esforço para não aproveitar-me da sua presença apenas para pedir algo Ele olhou para mim sorrindo e falou: Fique tranquila, filha. Tudo acontecerá na hora certa. 
Vivemos lindos momentos em família com o nosso convidado ilustre que nos cativou pela sua simplicidade. E assim a tarde chegou ao fim. Ele precisou ir, mas a sua presença ficará para sempre conosco.