Membros

Mulher Maravilha ou Miséria?

Peguei o busão um pouco mais tarde naquele dia. Provavelmente umas 7:30. As pessoas apinhavam-se umas em cima das outras e as freadas encarregavam-se de  arrumar a carga. Alguns, como eu, visivelmente chateados. Outros com cara de " Tô nem aí". E ainda aqueles:"Deixa como está, prá ver como é que fica". Clientela especial: Professores, estudantes, doentes, trabalhadores, diaristas... Essas últimas, formavam um grupo alegre, sempre a se divertir com histórias contadas por elas mesmas. Faziam piadas de tudo e de todos, nem o motorista e cobrador escapavam. Nesses grupos assim, sempre tem aquela que fala mais que as outras.

E em dado momento: 

- Meu marido me chama de mulher maravilha!
 e a outra mais que depressa respondeu:
- É? Pois o meu, me chama é de "Misera"! 

Apesar dos transtornos, acompanhei a gargalhada coletiva e meio sem querer, quis conhecer a "mulher maravilha": Gordinha, bochechuda, assanhada e vestindo um modelito completamente fora de moda , ela estava longe de parecer "a mulher maravilha". Enquanto que a "Misera" era magrinha e bem cuidada. Um colírio para os olhos dos homens. 

E a "mulher maravilha" continuava: 
- Ontem fomos para a praia. Ele me carregou nas costas. (Essa hora todo mundo sorriu, dado o seu peso avantajado). Ele me faz massagem, me dá flores e me leva para passear.

- Oxe! O meu me dá é um pé na bunda e me manda cozinhar, lavar e passar. Falou a outra.

O que estava acontecendo alí? Eu estava atônita. Mesmo em meio aquela muvuca terrível, tentei raciocinar: O marido da mulher maravilha é o superman e o da misera, quem é?

E lá do fundo do ônibus, a música rolava solta: "Foge, mulher maravilha, foge com o superman! Foge mulher maravilha, foge com o superman"!

Misericórdia, e ainda sou obrigada a ouvir isso...