Membros

MARIA. UMA MULHER BENDITA ENTRE AS MULHERES!



"E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré,
A uma virgem desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.
E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres.
E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta.
Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus.
E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e por-lhe-ás o nome de Jesus."(Lc 1 26-31)



(Apresentação da Virgem Maria no templo,
por Alfonso Boschi, Sec. XVII)

Maria! Uma das figuras femininas mais notada, comentada, lembrada.
Quem foi esta mulher aclamada por todos? O que se passava em seu coração feminino? Como vivia ela? Como tem sido descrita e apresentada às gerações?
Maria! A escolhida por Deus para ser a mãe de Jesus.
A semente foi acolhida em seu útero por obra e graça do Espírito Santo.
A Noticia chegou. Veio da parte de Deus através do seu mensageiro divino:"Gabriel".
Maria estava tranquila em seu cantinho que ficava em uma cidade da Galileia chamada Nazaré.
Quem sabe, após os seus afazeres domésticos, descansava:
_ E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres.(Lc 1.28)

E vendo o anjo, Maria leva a mão ao peito assustada, pensando consigo mesma que saudação especial seria aquela?
E sem mais delongas o mensageiro cumpriu o seu papel tranquilizando-a e dizendo que ela não tivesse medo pois achara graça diante de Deus e em seu ventre conceberia e daria a luz a um filho...

-"E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e por-lhe-ás o nome de Jesus.
Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de David, seu pai;
E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim.
- E disse Maria ao anjo: Como se fará isto, visto que não conheço homem algum?
E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus." (Lc 1 32,35)


Cá dentro de mim, surge um desejo de ter tido a oportunidade de conviver com essa jovem, falar com ela de mulher para mulher. O que ela tinha de tão especial, para ser escolhida a fim de dar a luz a Jesus nosso salvador. Uma das virtudes que me chama a atenção é a humildade. Ela aceitou sem questionar. Apenas quis saber como se daria a fecundação por meios não naturais. Apenas isso ela quis saber!
E Hoje, quantos alardes nós mulheres fazemos diante de uma gravidez programada, desejada e com um pai presente? E quando não é programada, então... A casa cai...
Maria, virgem, sem experiência na "arte de ser mãe", com um mundo novo diante de si, apenas disse:"Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela".
Como ela, a Maria, bendita entre nós mulheres, vêm sendo mostrada, apresentada, retratada às nações?
Nas artes, o barroco mineiro, através das esculturas do Aleijadinho, são obras notáveis de representação de Maria.
Na literatura, Muitos autores escreveram sobre Maria e suas virtudes e predicados, dentre eles Dante Alighieri na sua obra A Divina Comédia e famoso ainda é o "Poema à Virgem" de José de Anchieta, dentre muitas outras obras literárias e poética
São inúmeras as esculturas representando Maria. A sua mais famosa representação é a Pieta de Michelangelo que se encontra na Basílica de São Pedro no Vaticano.
É grande a quantidade de pinturas contendo cenas da vida de Maria, grande número delas de pintores europeus do barroco e do renascimento que se encontram principalmente nos museus do Louvre em Paris, entre essas obras destacam-se as de Leonardo da Vinci, dentre vários outros.
E na Música? Quem não conhece a famosa "Ave Maria"de Franz Schubert e de Gounod? Quem já não ouviu essa nostálgica música às 18h encher o ambiente?

Perguntei as minhas filhas de 12 e 15 anos o que elas sentiam ao ouvir a música "Ave Maria" de Schubert. Elas responderam que ao ouvi-la, Percebem e admiram a arte, a melodia, a voz da interprete, mas não lembram em momento nenhum da homenageada: Maria.
Eu? Eu sinto um misto de nostalgia e tristeza ao ouví-la. Como também ao ver os quadros de Leonardo Davinci. Sempre vejo um semblante se não triste, mas pensativo, não feliz.

Assim Maria, nossa irmã, bendita entre nós mulheres, é apresentada a nossa geração!
Porém devemos lembrar dela como uma mulher que com humildade cantou:

"A minha alma engrandece ao Senhor,
E o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador;
Porque atentou na baixeza de sua serva; Pois eis que desde agora todas as gerações me chamarão bem-aventurada,
Porque me fez grandes coisas o Poderoso; E santo é seu nome.
E a sua misericórdia é de geração em geração Sobre os que o temem.
Com o seu braço agiu valorosamente; Dissipou os soberbos no pensamento de seus corações.
Depôs dos tronos os poderosos, E elevou os humildes.
Encheu de bens os famintos, E despediu vazios os ricos.
Auxiliou a Israel seu servo, Recordando-se da sua misericórdia;
Como falou a nossos pais, Para com Abraão e a sua posteridade, para sempre".

Por que Maria foi escolhida para ser a mãe de Jesus? Acredito que por alguns motivos singulares. Um deles, a humildade. Humildade de serva que não questiona diante de uma situação nova, mas obedece e aceita, sendo a vontade de Deus:"Disse então Maria: Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra". (Lc 1 38)
Outros motivos, acredito que por Maria ter vivido uma vida exemplar segundo os propósitos de Deus. E... Incrível... Ela era uma mulher comum, como eu e você!
O anjo saudou-a: "- Salve agraciada! O Senhor é contigo!Salve agraciada, ou Salve Cheia de Graça!( o significado da palavra "Graça" como algo não merecido, dado gratuitamente), reforça o que falamos anteriormente. Maria era uma mulher comum, escolhida d'entre outras para dar à luz ao Messias. Ela foi criada por Deus, era uma mulher limitada às condições humanas, sem nada de diferente em sua essência.Uma serva de Deus, humilde e exemplar.
Um exemplo de fé e vida cristã a ser seguido por todas nós.
A sua gravidez ficou em estado adiantado, como fica a gravidez de milhares de mulheres ao redor do mundo, e quem sabe estava com os pés inchados e sentindo desconforto de final de gravidez, quando não encontramos nem posição para dormir e assim estava Maria, quando precisou fazer uma viagem longa de Nazaré a Belém - distância de uns 150 km - Essa viagem deve ter sido muito cansativa para ela.
Enquanto estavam em Belém, Maria sentiu as dores de parto, seu esposo José procurando um lugar para se hospedarem, não encontrou. Mas Deus estava com eles e assim ela teve o seu filho primogénito. Envolveu-o em faixas de panos e o deitou em uma manjedoura.
Mais uma Criança veio ao mundo! Uma vida com propósito especial!Jesus Nasceu! Maria a mulher e mãe, sorriu para ele feliz. José os amparava e compartilhava do momento.

Diante de tanta reflexões, de tantas linhas. Penso... Quem foi Maria??
Uma mulher, serva humilde que cumpriu a vontade de Deus e colaborou para a redenção da humanidade!

E nós, quem somos? Mulheres, servas de Deus que temos tando a agradecer a Deus: A nossa Vida, a saúde, família, bens, amígos e Principalmente JESUS ENCARNADO!
Juntemo-nos à Maria nessa prece de gratidão:
"A minha alma engrandece ao Senhor,
E o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador."
Amém!
(direitos reservados -Soneide Luz - Dez 2008 ) (Referências: Enciclopédia Livre/Bíbia on line)